Partes do Violão

Partes do violão

Se você tem desejo de ser violonista, é bom conhecer as partes do violão para ir se familiarizando com o instrumento que irá tocar.

Para desempenhar bem um instrumento é preciso ter conhecimento profundo dele. Alguns músicos dizem que seus instrumentos são continuações de suas mãos e braços de tanta intimidade que possuem com eles.

Isso é necessário para criar um envolvimento maior na hora de tocar uma música e poder transmitir sentimento para a audiência. Se você conhece seu instrumento como a palma da mão, saberá identificar corretamente quando alguma coisa não estiver bem.

O violão, também conhecido como Guitarra Clássica, geralmente possui 6 cordas, que são afinadas nas respectivas notas e numeradas por números ordinais, de baixo para cima. As 3 cordas mais finas, que dão os sons mais agudos, são chamadas de cordas primas e as três mais grossas, que dão os sons mais graves, são chamadas de bordões.

violao-partesPartes do violão – saiba quais são e para que servem

Abertura ou boca:    

Muitas pessoas acreditam que o som escape por ela, mas na verdade ela influencia o balanço de graves e agudos.

Braço:

É a parte longa composta pelo braço propriamente dito e pela escala, que é a parte frontal onde ficam os trastes, as casas e as marcações.

Cabeça:

É a parte do braço que fica depois da pestana. Influencia diretamente o volume do som e sua sustentação. Quanto maior ela for mais absorção dará à vibração das cordas. Pode ser facilmente identificada na figura acima.

Casa:

Espaço delimitado pelos trastes.

Cavalete:

É a peça que fica presa no corpo do violão e serve para prender e elevar as cordas na parte de baixo. Prefira os feitos de madeira que darão um som mais limpo.

Corpo:

É a maior parte do violão e muitas pessoas também chamam de caixa. É o responsável pela reverberação dos acordes que são tocados. Conforme o tipo de madeira de que é feito existe mudança nos tons. Até mesmo a cola que é usada para montar o corpo interfere na reprodução do som.

Escudo:

Protege o tampo e fica abaixo da boca, geralmente é usado para realizar sons de percussão com os dedos.

Marcações:

Marcam as casas ímpares no braço dentro das casas.

Rastilho:

Fica encaixado no cavalete e é por onde as cordas passam para serem presas nas tarraxas. Ele tem a função de determinar a altura das cordas sobre a escala.

Roseta:

Parte que fica em volta da boca ou abertura. Pode ser retirada se o músico desejar.

Tampo:

A parte da frente do violão, o “rosto” do instrumento, por assim dizer. A maior parte do som é reproduzida aqui. A madeira que o constitui tem muita importância.

Tarraxa:

Soltam e afrouxam as cordas. Usadas para afinar o instrumento, diminuindo e aumentando a tensão das cordas.

Traste:

As divisões de metal que são responsáveis pela reprodução das notas quando apertamos as cordas nos trastes.

Tróculo:

É a parte que fica atrás do braço e serve para ligá-lo ao corpo, deixando a mecânica mais rígida. É entalhado na mesma parte do braço mas também pode ser feito separadamente e depois colado.

Agora que você conhece as partes do violão poderá ficar mais familiarizado com seu instrumento. Tente repetir os nomes sem olhar no texto e ver se entendeu corretamente a função de cada peça exclusivamente.

As casas, marcações e trastes são os maiores envolvidos na reprodução dos sons. Os trastes servem para levantar as cordas e dividir o braço indo das notas mais graves para as mais agudas.

Alguns violões possuem um recorte no corpo bem próximo da zona mais aguda, chamado “recuo” e serve para facilitar a execução de acordes mais agudos do instrumento.

Depois de aprender a identificar todas as partes do violão, é hora de descobrir qual o melhor violão para iniciantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *